quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Angelo Branduardi

Este cantautor e compositor italiano foi educado como violinista clássico mas aprendeu guitarra porque, segundo ele próprio, ajudá-lo-ia a ultrapassar a timidez adolescente por se tratar de um instrumento mais popular. Compôs para poemas de Dante, Petrarca ou Neruda.
Este "Confessioni di un malandrino", data de 1968, quando o artista, que também canta muito bem em francês, tinha 18 anos, e ainda é considerada uma das suas melhores canções, o que forçosamente dependerá dos gostos.
Devo dizer que a letra é da autoria de Serguei Iessienin, não ides vós pensar que se trata de alguma autocrítica de algum dirigente do PS ou de algum laranja muito bem engravatado, desses que não sabem o que se passa ou passou no BPN.


2 comentários:

CRN disse...

Alex,
Mas passou-se algo extraordinário no BPN, não foi sempre assim?

A revolução é hoje!

alex campos disse...

Foi sempre assim, como é fácil calcular,mas agora é que vem ao conhecimento público.