segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

Estas engenheirices do Sr. Engenheiro...


... até dariam para rir, se não fossem tristes demais.
Não fossem pessoas deste calibre e desta competência as que nos governam...
Só visto,
aqui.

5 comentários:

samuel disse...

Tristes, é uma maneira bastante caridosa de comentar as "obras".

pb disse...

Com tanta ansiedade e desilusão ainda te dá alguma coisinha má e nós NÃO queremos que tal aconteça. Descontrai, Xaninho!

alex campos disse...

Até pareces aquilo que o Sepúlveda chama "intelectuais orgânicos do neo-liberalismo". Ao que chegaste, bem podias ter parado mais perto.
Eu, como diria um personagem breliano, "je parle encore de moi".

pb disse...

Caro Xaninho: lamento o tom sobranceiro de verdade fechada na mão com que me presenteias. Contudo, não te direi o que se dizia dos cristãos-novos e das suas recentes crenças inamovíveis. Eu venho mais de longe... E porque ainda acredito em coisas simples como amizade sem cor, porque lutarei para que sempre faças e digas o que te faz sentir bem, relevo a rudeza das palavras e prefiro guardar memórias mais doces.

alex campos disse...

Não há tom sobranceiro nenhum, portanto enganaste-te mais uma vez,
Um abraço.