sábado, 31 de maio de 2008

Uma alegre manobra de diversão (croniqueta de fim-de-semana)

O vice-presidente da Assembleia da República e referência histórica do partido do governo vai animar um comício, no próximo dia 3, em conjunto com o Bloco de Esquerda, outros socialistas históricos e renovadores comunistas, sendo que estes últimos, comunistas não serão e penso que ninguém saberá o que é que eles querem renovar.
É fácil deduzir estarmos perante uma manobra de diversão para minorar as perdas eleitorais que se avizinham para a banda dos rosinhas. Aqui, Manuel Alegre até está muito bem na foto, a fazer o que sempre fez, defender o seu partido para o bem e para o mal. Atitude essa que não se pode considerar incoerente, uma vez que não perdeu tempo a elucidar a comunicação social de que não é um comício contra o governo. “Trata-se de uma manifestação pelos ideais de Abril”, diz ele. Já um pouco tarde, estamos em Junho, digo eu. “Queremos saudar Abril e Maio”, diz ele. Pois, digo eu.
Quem também fica muito bem na fotografia são os auto-denominados “renovadores”, sempre à espera que chegue a sua vez, isto dá para todos, é só aproximarmo-nos da gamela e termos a paciência de esperarmos.
Pelo lado do Bloco também não admira muito que o comício não seja contra o governo, é por demais conhecido o papel histórico dos esquerdistas, não sendo necessário espraiarmo-nos por aqui.
Não se conseguiu foi saber quais os históricos dirigentes socialistas que estarão presentes no grande comício: Mário Soares, que nem está surpreendido com o relatório da União Europeia e foi o introdutor dos contratos a prazo e dos salários em atraso em Portugal, ou o primeiro-ministro José Sócrates, o que conseguiu até agora a única maioria absoluta para o partido rosa.
Mas seria bonito, e paradoxal, já agora, o famoso engenheiro saudar Abril e Maio…

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Luís Cardoso (Atletismo)


Com 13 anos, na categoria de infantil B, o atleta da SUO-Vais Luís Cardoso foi 3º classificado no nacional de pista coberta, em provas combinadas. Natural das Alhadas, onde frequenta a Escola Mário Augusto, prefere os lançamentos e provas de velocidade, tanto que é detentor das melhores marcas nacionais no lançamento de martelo, do disco e dos 60 metros barreiras. Em Abril sagrou-se campeão nacional do Pentatlo infantil e é um dos exemplos em como o atletismo na Figueira, nos Vais, Buarcos, continua, apesar de tudo, a dar frutos.
Haja condições.

sábado, 24 de maio de 2008

Viva Portugal (croniqueta de fim-de-semana)

Alguma vez tinha de ser. Sermos os melhores em alguma coisa. Aconteceu, até que enfim, atingirmos a maior disparidade na repartição de rendimentos entre todos os estados membros da União Europeia.
Mas a perfomance dos portugueses não fica por aqui. Estamos a referir-nos a um estudo, ou relatório, pois isto de relatórios baseiam-se quase sempre em estudos, emanado da própria União Europeia.
Diz o relatório que a repartição de rendimentos é muito mais uniforme na Europa do que nos Estados Unidos. Não será de admirar, pois foi nos states que o capitalismo atingiu, já há bastantes décadas, níveis de desenvolvimento mais elevados. Dito por outras palavras, é nos Estados Unidos, país capitalista por excelência, que este regime baseado nas desigualdades sociais atingiu um apuramento difícil de igualar.
Pensávamos nós. Que os países da União Europeia não o tenham ainda conseguido, problema deles. Quem o conseguiu foi Portugal. Além de atingirmos a maior disparidade na repartição de rendimentos entre os países da UE, conseguimos, imaginem, o que pareceria completamente impossível, não estando mesmo ao alcance da imaginação: ultrapassar os próprios Estados Unidos da América nos indicadores de desigualdade. Impensável, dirão vocemessêzes. É a pura das verdades. Informação da União Europeia, a tal que não precisa de referendar seja o que for.
A ironia das ironias é que quem consegue esta enorme perfomance é um partido que se auto-denomina socialista. Aderiu ao neo-liberalismo, levando-o completamente até às últimas consequências. Sem que déssemos, sequer, conta.
Valhe-nos, sendo simplistas, que a solução será simples: ou ele muda de nome, num assomo de coerência, ou mudamos nós o sentido do voto num assomo de coerência.
Porque não somos tansos. Ou somos? Seremos?
Na pior das hipóteses, alegremo-nos: temos um capitalismo 5 estrelas.

quinta-feira, 22 de maio de 2008

Maria Matos (Boxe e Kickboxing)


Depois de praticar natação durante 7 anos, Maria Matos optou pelo Kickboxing. Esta estudante do 11º ano da Escola Joaquim de Carvalho quer seguir arquitectura e conciliar os estudos com a prática desportiva.
Prefere o Kickboxing, modalidade que pratica há 3 anos e na qual acaba de se sagrar campeã nacional, na variante Full-Contact. Embora no Boxe, a primeira experiência tenha corrido às mil maravilhas, arrecadando o título nacional uma semana antes, no Pavilhão do Ginásio, derrotando, na final, a atleta do Água Viva do Porto, Paula Freitas.

segunda-feira, 19 de maio de 2008

FIGUEIRA DA FOZ, "CIDADE OLÍMPICA"

Antes...
... e depois




HÁ 34 ANOS QUE A FIGUEIRA É VÍTIMA DA "ALTERNÂNCIA SEM ALTERNATIVA".
ISTO É, É SEMPRE MAIS DO MESMO.




sábado, 17 de maio de 2008

O drama e a comédia (croniqueta de fim-de-semana)

Sob o ponto de vista dos “sociais-democratas”, poder-se-á dizer que a situação actual do seu partido é dramática. Mas a coisa vista de outro ângulo, não será propriamente um drama. Acaba por ser mais comédia.
Drama porque o PPD/PSD já não tem espaço político para ocupar. Corre mesmo o sério risco de ser absorvido pelo PS.
E porque, sendo quer um quer outro ideologicamente vazios, o Partido Socialista ocupou todo o espaço do PPD/PSD. Tudo, mesmo tudo que eles gostariam de ter conseguido fazer, como Direita, como representantes legítimos do Grande Capital, dos grandes interesses económicos, o Partido Socialista fez. E mais: muito melhor do que eles alguma vez tentaram ou gostariam de fazer. O rol é vasto, deste a taxa de desemprego, pois o PS transformou-se no maior incrementador do dito, ao emprego precário, ao Código de Trabalho, cujo, os “sociais-democratas” nunca esperaram que, uma vez desapossados do governo, os “socialistas” o iriam agravar do modo que estão a fazê-lo, ao desrespeito pelas liberdades sindicais, ao encerramento de unidades hospitalares, de escolas, tudo numa lógica de febre privatizadora, aos lucros fabulosos da banca, das petrolíferas, das seguradoras, nunca tão grandes como agora com o PS no poder. O aumento da emigração, um dos grandes sintomas das desigualdades sociais, é outra das grandes conquistas do governo PS.
Isto é mesmo dramático, na perspectiva dos “sociais-democratas”. E explica um pouco a quantidade de aspirantes a líder. Não têm rumo. Como diz o ditado popular, “em casa onde não há pão…”. E vão-se perdendo em banalidades. Basta ver com atenção o que dizem alguns dos candidatos a candidato a primeiro-ministro: uns (dizem) vão ousar enriquecer o país, outros vão fazer (dizem) a experiência de falar verdade. Se isto não é um tiro num pé o que será? Se vão fazer essa experiência agora, o que andaram a fazer no tempo imenso em que estiveram no governo? Bem…
Assistimos à repetição da História. Que equivale a dizer que estamos perante uma comédia. Para por fim ao período revolucionário que se seguiu ao “25 de Abril” os americanos enviaram, directamente do Chile, o agente da CIA que fora o cérebro, ou pelo menos uma das figuras proeminentes, do, naquela altura recente, golpe de estado que eliminou a experiência democrática daquele país sul americano.
E quem é que Frank Carlucci, facínora detentor de um vasto currículum, desta vez disfarçado de embaixador, escolheu para seus parceiros desta nova tarefa? Não foi o partido tradicional da Direita, o PPD. Com quem é que ele se reunia e quem eram os homens de confiança dos americanos para impedir a afirmação de um regime democrático e repor os grandes interesses que estavam instalados antes do derrube da ditadura?
É fácil saber quem foi. E toda a gente sabe quem foram os íntimos aliados dos americanos.

quinta-feira, 15 de maio de 2008

Mas tanta indignação, porquê?


Não percebo o porquê de tanta indignação só porque o presidente do conselho e seus pares fumaram num local indevido, infringindo a lei.
E não percebo porquê? Primeiro porque há outras coisas bem mais indignantes para nos indignarmo-nos e não vejo nada. Segundo, é um dado adquirido que as leis quando são elaboradas são para serem obedecidas no país real.

quarta-feira, 14 de maio de 2008

O Prémio Nobel


A atribuição de um prémio é sempre subjectivo. O Nobel não foge à regra. Na Literatura essa subjectividade até se pode aceitar. Jorge Amado ou Luís Borges são disso exemplos, partiram sem o terem recebido.

Mas o Nobel da Paz não sofre de subjectividade alguma. Deve sofrer de miopia, ou má fé, quem o atribui.

Vejam esta senhora. Chegou a ser nomeada para o Prémio Nobel da Paz. Nunca o recebeu.
Digam da vossa justiça: merecia-o ou não?

terça-feira, 13 de maio de 2008

Desportivo Cova-Gala: o lado quebrado de um triângulo



O que se passa com a questão da legalização, ou não, dos terrenos onde se situa o campo de jogos, há várias décadas, do Grupo Desportivo da Cova-Gala, é qualquer coisa de nebuloso.
Faz lembrar, agora que os terrenos são apetecíveis, o famoso triângulo referido pela magistrada Maria José Morgado, ou seja, Autarquias-Futebol-Construção Civil. Só que desta vez há uma nuance: o clube, neste caso, é o lado quebrado do triângulo, isto porque não vai ganhar nada com a situação, tudo indicando que poderá vir a ser prejudicado.
Estamos a falar de um clube que, se não é de utilidade pública, ser até é, mas escrevia, se não é considerado ou não tem esse estatuto deveria tê-lo. Porque tem desporto de formação, tem a responsabilidade de colocar muitas crianças a praticar desporto.
Este negócio soa-me a um “belo” negócio, até faz lembrar aquele da Ponte Galante, em que um amigalhaço e sócio de um assassino (boa, Geldof) ganhou uns milhares larguíssimos numa só tarde.
Por outro lado também é arrepiante o alheamento da sociedade perante estas coisadas todas. Na Assembleia Geral do Desportivo estiveram 15 pessoas. Não faço ideia do número de sócios que a simpática colectividade possui, terá seguramente umas cinco dezenas. Jovens atletas terá, penso, no mínimo, o triplo de sócios presentes. Se só metade dos pais, ou mães dos miúdos, tivessem participado na assembleia, o número de presenças não teria sido só aquele. E a possível negociata não seria tão fácil como aparentemente será.
É devido a este tipo de alheamento que vamos tendo os governantes que temos, que vamos tendo os autarcas que temos, que vamos tendo o país que temos.

Lino Tavares (Boxe e Kickboxing)



Aos 27 anos, quer no Boxe, quer no Kickboxing, Lino Tavares cota-se como um dos melhores atletas figueirenses de sempre. Na segunda das modalidades foi vice-campeão do mundo e campeão ibérico em 1999 em Light-Contact (juniores), além de ter sido 4 vezes campeão nacional em 94, 95, 2000 e 2001; em Full-Contact foi campeão nacional por 3 vezes e campeão ibérico em 2002.
No boxe foi vice-campeão nacional de Iniciados em 1999 e campeão nacional de Consagrados em 2000. Esteve quase a conseguir os mínimos olímpicos em 1999.
Actualmente fora da competição, é treinador de Kickboxing de 2º nível e vice-presidente do conselho regional de Arbitragem desde 2007.
No filme Lino vence o Nacional de Boxe, em 2000, no Pavilhão Carlos Lopes, frente a Rui Ferreira, do Sporting.





video

segunda-feira, 5 de maio de 2008

Jaime Santos (Ténis de Mesa)


Com as cores da Associação Naval 1º de Maio foi campeão nacional por equipas em 1966, com Gustavo Ponte e José Roque. No ano seguinte sagrou-se campeão nacional individual e de pares com Gustavo Ponte. Em 1968, ainda júnior, foi campeão nacional de pares, com António Neves, e venceu a Taça de Portugal, troféu que voltaria a levantar em 1969 já numa equipa sénior. Mas nestes dois anos, bem como em 1970, foi vice-campeão nacional individual, não tendo conseguido repetir o título.
De 1970 a 1973 Jaime Santos representou os Alunos de Apolo, de Campo de Ourique, onde, por equipas foi campeão da 3º e da 2ª Divisão e vice-campeão nacional, tendo perdido a final frente ao Benfica. Nestas épocas representou também a selecção nacional.
Entre 74 e 86 o atleta jogou ainda no Sporting das Caldas.
Jaime Santos também jogou basquetebol, tendo representado a Naval e o Ginásio.

quinta-feira, 1 de maio de 2008

Dia Mundial do Trabalhador

A "Aldeia Olímpica" saúda todos os trabalhadores portugueses





Operários, vanguarda do povo
Camponeses que a terra lavrais
Libertai-vos do jugo para sempre
é o povo quem vós libertais

Unidade! Unidade! Unidade!
do trabalho contra o capital!
Camaradas, lutemos unidos
porque é nossa a vitória final.
Camaradas, lutemos unidos
porque é nossa a vitória final.

Norte a sul, vinde trabalhadores,
pescadores não fiqueis para trás
Avançai, e sem medo, na luta
pelo pão, p'lo trabalho, pela paz.

Unidade! Unidade! Unidade!
do trabalho contra o capital!
Camaradas, lutemos unidos
porque é nossa a vitória final.
Camaradas, lutemos unidos
porque é nossa a vitória final.